O invidíduo como cidadão

Imprimir
E-mail

Categoria: Cidadania

 

Ser cidadão é cumprir com seus direitos e deveres, individuais e coletivos, pois todos somos iguais perante a Lei, sem distinção de qualquer natureza, com direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança, à propriedade, e que ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa se não em virtude de Lei, tendo livre a sua locomoção em todo Território Nacional, istoé, podendo ire vir.

Devemos lembrar também que assim como os direitos, temos deveres e obrigações a serem cumpridos, como por exemplo a Lei n° 9.503 de 23 de setembro de 1997, Lei esta que institui o Código de Trânsito Brasileiro no qual todos os condutores de veículos deverão ter conhecimento, das regras e normas estabelecidas por órgãos competentes e responsáveis.

Ser um cidadão individual é ajudar ao próximo e ao meio em que vive, para que se tenha uma qualidade de vida melhor, como exemplo, o simples fato de você jogar no lixo uma latinha de refrigerante e não no chão. Por isso temos que dar importância e valorização a tudo o que nos cercam, como o próprio solo, que dele tiramos tudo aquilo que precisamos.

É nosso papel como cidadão, avaliar a quantidade de recursos naturais consumidos em cada bem utilizado. Economizá-lo é uma medida ao alcance de todos nós.

Através da conscientização, da contribuição que cada um de nós podemos dar, ajudaremos a controlar a poluição do ar, podendo, assim, imaginar e utilizar novos meios.

Cabe a nós cidadãos, exigir o cumprimento das Leis, pressionando o governo por melhor fiscalização e punição dos infratores.

Newsletter

Nome:
Email:
Lista:
Autoescola Capra

Mais Pesquisados

Travessia das Balsas

DERSA