Verificações Gerais da Vítima - Avaliação Secundária - parte 2

Imprimir
E-mail

Categoria: Primeiros socorros

 -HEMORRAGIAS —

É quando ocorre uma ruptura dos vasos, qualquer que seja (artéria, veias ou capilares) haverá a saída de sangue, o que chamamos então de hemorragia.

A perda de sangue leva à diminuição da pressão sanguínea e diminuição da oxigenação dos tecidos, podendo levar à morte se não for controlada.

Quando você deparar com uma situação de hemorragia, o máximo de cuidado e atenção são necessários. A situação geralmente é grave, você tem de estar calmo e consciente do que pode e deve serfeito.

Evite qualquer contato com o sangue ou secreções das vítimas nos acidentes. Tenha sempre em seu veículo um par de luvas de borracha para tais situações. Podem ser luvas de procedimentos usadas pelos profissionais ou simples luvas de borracha para uso doméstico.

Se você tem lesões abertas nas mãos e braços, é conveniente que outra pessoa faça o controle da hemorragia.

 

-HEMORRAGIAS EXTERNAS —

São visíveis e o sangue verte para o exterior, através da ruptura da pele ou de outros tecidos.

►    Sangramento arterial pulsátil

O perigo se torna maior quando uma artéria é atingida, com o sangramento em jato (pulsátil), acompanhado de contração cardíaca e o sangue é de coloração vermelho vivo.

►    Sangramento venoso contínuo

Geralmente quando a veia é atingida o sangramento é vermelho escuro e sai de forma lenta e contínua.
-PROCEDIMENTO EM HEMORRAGIAS EXTERNAS

Deite a vítima, imediatamente eleve o membro e faça pressão sobre o ferimento utilizando uma compressa (gaze, pano ou lenço limpo).

Mesmo que não haja nada limpo, como panos ou compressas para estancar, deve-se tentar controlar a hemorragia, comprimindo a região atingida com o dedo ou com as mãos utilizando luvas de borracha ou algo que garanta que você não tenha um contato direto com o sangue como: plásticos, etc.

Amarre a compressa com uma faixa, gravata ou tira de pano, sem apertar muito forte, para não interromper a circulação do sangue.

Se o ferimento estiver localizado abaixo do cotovelo ou abaixo do joelho, coloque um chumaço de gaze ou papel no lado interno da articulação, dobre o membro e coloque uma atadura conforme indicado na ilustração.

Não remova a compressa ou a atadura até que a vítima receba o atendimento médico. Mantenha a parte ferida elevada, para diminuir o sangramento, desde que não tenha havido fratura.

O torniquete não deve ser realizado para estancar hemorragias externas. Atualmente este procedimento é feito só por profissionais treinados e, mesmo assim, em caráter de exceção, quase nunca é aconselhável.

-HEMORRAGIA INTERNA-

A hemorragia interna é conseqüência de um ferimento profundo com lesão de órgãos internos, como por exemplo dos pulmões, fígado, estômago e baço ou ainda pelo rompimento de veias ou artérias.

Lembre-se que hemorragia interna pode levar rápida-mente ao estado de choque.

•    São sinais externos:

Além da dificuldade de identificação, pois o sangue geralmente não aparece, pouca coisa pode ser feita para este tipo de sangramento, mas existem os sinais mais comuns, como a palidez, suor, pulso rápido, lábios azulados e a pele pegajosa. Quando a vítima sofre hemorragia dos pulmões ela caracteriza-se por golfadas de sangue que saem pela boca após um acesso de tosse.

•    Procedimentos:

Coloque o corpo da vítima de lado ou só a cabeça, evitando que ela aspire o sangue. Se possível aplique saco de gelo ou compressas na região atingida, não Ihê de nada pela boca e procure socorro o mais rápido possível.

 

HEMORRAGIA NASAL —*

Em acidentes de trânsito é comum que a cabeça do condutor ou de um passageiro se choque contra o painel ou outro obstáculo, sobretudo quando não se usa o cinto de segurança.

O resultado freqüentemente é a hemorragia nasal. Se o sangue começa a jorrar pelo nariz, é preciso fazer alguma coisa.

As hemorragias nasais são graves somente quando a perda de sangue é grande.

•Procedimentos:

Mantenha a vítima em lugar fresco e arejado com a cabeça um pouco inclinada.

Se a pulsação estiver boa, deixe escoar um pouco de sangue pelo nariz.

Aperte o nariz durante alguns minutos, faça com que a vítima respire pela boca e não devendo assuaronariz.

Deve ser colocada uma compressa fria sobre o nariz, testa e nuca.

Sempre após a hemorragia, encaminhe a vítima ao médico.
.....—• HEMORRAGIA NA BOCA

Pode ocorrer devido a queda, pancada ou perda de dentes, nestes casos cuidado com hemorragias que poderão obstruir a passagem de ar.

•    Procedimentos:

Oriente a vítima a ficar sentada, com a cabeça para frente e inclinada para o lado lesado, para permitir que o sangue saia, não deixando que a vítima engula, pois conseqüentemente ela irá vomitar. Pegue gaze e peça para a vítima comprimir por 10 minutos, persistindo o sangramento troque a gaze novamente.

Após controlar a situação, evite bebidas quentes por 12 horas.

Newsletter

Nome:
Email:
Lista:
Autoescola Capra

Mais Pesquisados

Travessia das Balsas

DERSA